livro aplicado

O Livro Chapatis e Dosas – Meus dias na Índia, é um diário de viagem de Stefânia Forner, jovem que, aos 22 anos, participou como voluntária de um programa oferecido pela Aiesec, organização internacional de estudantes universitários presente em vários países do mundo, cujo objetivo é desenvolver atividades de caráter científico e cultural em áreas especiais do conhecimento e promover a integração e trocas significativas entre os povos. Stefânia foi selecionada pela Aiesec, dentre 101 candidatos da UFSC para desenvolver um trabalho de pesquisa com crianças de rua na Índia, sob a supervisão do Dr. Kutikuppala Surya Rao, conceituado médico indiano, no período de fevereiro a setembro de 2006. A Pesquisa tinha como objetivo fazer um estudo comparativo sobre a contaminação por HIV/Aids entre Índia e Brasil. Os resultados do trabalho foram apresentados na Índia, noticiados em jornais e televisões do país e seus dados são utilizados em ambos os países até os dias atuais.

O livro não apresenta as pesquisas e não tem caráter científico, mas reúne as anotações de Stefânia sobre suas impressões pessoais das experiências vividas, diferenças culturais, emoções, belezas, encantamentos, desafios e dificuldades.

A linguagem do livro é típica de um diário: coloquial, jovem, como um bate-papo com uma amiga e por isso se destina a estudantes, jovens e todas as pessoas interessadas em conhecer diferentes culturas.

Anúncios