mahavira

Vardhamana, mais conhecido como Mahavira (“Grande Herói” em sânscrito) é considerado o fundador ou reformador do Jainismo.   A origem do Jainismo remonta à Índia do século VI a. C.

Em sua origem, o Jainismo constituiu, ao lado do Budismo, uma vertente surgida no período das heterodoxias decorrentes da tradição bramânica na Índia. No decorrer de sua existência, a religião separou-se em duas vertentes: a Svetambara, que segue os cânones das escrituras que contêm os sermões e diálogos de Mahavira; e a Digambara, que acredita que os ensinamentos originais foram perdidos, mas a mensagem original é preservada.

Os textos sagrados do Jainismo são: os Culika-sutras, que se dirigem à natureza da mente e do conhecimento; os Chedra-sutras, que contêm as regras do ascetismo para os monges jainistas; o Ágama, texto especificamente seguido pela vertente Svetambara; este texto é considerado como uma coleção de diálogos do próprio Mahavira.

Mahavira ensinou que os humanos podem se libertar das partículas que se agregam às suas almas, seguindo uma vida de ascetismo extremo; esta é uma crença atual da religião. A tradição afirma que mahavira  recomendou aos seus adeptos que fizessem cinco votos (mahavratas), que são os seguintes:

Ahimsa – não causar mal ou sofrimento a qualquer ser (não-violência);

Satya – evitar a mentira;

Asteya – não se apropriar do que não foi dado;

Brahmacharya – não faltar à castidade;

Aparigraha – não se apegar às posses materiais; não ter apego pelas coisas mundanas.

 

Anúncios